segunda-feira, 30 de maio de 2011

Make up: o que fazer (e não fazer) de acordo com a sua idade

Uma maquiagem bem feita é uma arma e tanto para qualquer mulher parecer mais bonita. “Além, de ser ótima para ressaltar os pontos fortes, também pode esconder defeitinhos que aparecem em algumas fases da vida”, diz Natalia Antunes, consultora oficial da Lumi Cosméticos. Entretanto, você pode colocar tudo a perder se não fizer um make apropriado para a sua idade. Para não correr esse risco, confira as dicas da especialista.

Até os 25 anos
As mais jovens podem usar – e abusar – de quase tudo. Isso porque a pele de quem tem no máximo 25 anos geralmente está em boas condições. “Os retoques são necessários apenas em olheiras ou marcas de espinhas, para isso um corretivo em bastão, cremoso ou líquido resolve”, diz a consultora. “Quanto à base, prefira uma com adição de silicone, que diminui a oleosidade típica da idade e seca rápido na pele. Um toque de pó ou base com brilho dá um efeito bronzeado”, completa. Natalia também recomenda apostar em blush cremoso, caso a intenção seja conquistar um aspecto corado. “Os olhos são marcados com sombra preta ou grafite, em pó ou cremosa, e iluminados com sombras cintilantes nas cores da moda. Não economize na máscara para cílios e no lápis. Invista em seus olhos. Para os lábios, gloss com efeito transparente nos tons da temporada”, completa.

EVITE:
- Base de tratamento: É mais concentrada e pode deixar a pele oleosa;
- Gloss em excesso: A boca fica melada e grudenta;
- Lápis de contorno de boca: Nessa faixa etária, a linha é bem definida;
- Olhos e boca muito marcados: Pesam na aparência e envelhecem. A atenção deve ser voltada apenas para uma das partes.

Até os 50 anos

Segundo a consultora da Lumi Cosméticos, “para uniformizar a pele que já pode apresentar algumas manchas e rugas, é fundamental usar corretivo e base levemente cremosos com adição de silicone”. Ela recomenda evitar produtos oleosos, porque eles podem intensificar as marcas de expressão. E atenção: a base deve deixar um brilho natural e apenas suavizar linhas e manchas, não escondê-las. “Aplique pó compacto somente no nariz, testa e queixo para remover o brilho”, explica. Em relação às sombras, Natalia diz para preferir as opacas, que iluminam sem acrescentar brilho, e evitar as muito coloridas. “Fique com os tons de terra, como ocre, caramelo, chocolate e marrom, também bege, champanhe e castanho”, comenta. O lápis para olhos deve ser usado de forma sutil, esfumado na raiz dos cílios inferiores e superiores. Para completar, uma máscara para cílios alongadora, que realça na dose certa. Eleja o blush alaranjado para dar vida ao rosto subindo em diagonal para as têmporas: isso levanta o rosto. Prefira batons cor de boca ou bege, os chamados tons nude ou terra. Vale demarcar a boca com um lápis, esfumar o traço e preencher com batom da mesma cor.

EVITE:
- Corretivos extremamente líquidos: Eles não fixam muito bem;
- Muita quantidade de pó facial: Reserve esses produtos apenas para remover o brilho da testa ou do nariz. Em excesso, realçam as linhas do rosto;
- Sombra preta: Pesa e envelhece.

Acima de 50

Sombras cintilantes ressaltam mais as linhas dos olhos. Outro detalhe  importantíssimo é sempre fazer o contorno, super discreto, dos lábios com um lápis apropriado: isso realça o contorno dos lábios e disfarça os sulcos mais profundos. Já o lápis na parte de baixo do olho e sombras em pó escuras devem ser evitadas, pois realça bolsas e dá uma aparência caída. O ideal é marcar o contorno dos olhos com uma sombra marrom.

EVITE:
- Sombra em pó: Pode marcar as linhas debaixo das pálpebras, que estão mais flácidas;
- Batons fortes e cintilantes: Chama a atenção para as linhas acima dos lábios;
- Lábios muito marcados com lápis: Deixa a boca artificial

Nenhum comentário:

Postar um comentário